Quarta-feira, 22 de Abril de 2009

Capítulo 6 - A dúvida

Pedro não conseguiu concentrar-se o dia todo. Não parava de pensar em Inês.

Pela primeira vez na vida, Pedro estava com medo de ligar a uma mulher. O seu maior pesadelo era que ela tivesse mudado de ideias e já não quisesse sair com ele...
Ou pior ainda, que o número de telemóvel que ela lhe tinha dado era falso. E se ela se tivesse enganado a escrever o número?
Todas estas ideias passaram pela sua cabeça, antes dele finalmente decidir ligar-lhe. Pouco passava da sua hora de saída (embora ele ficasse sempre mais tempo do que o previsto no seu horário de trabalho).

- Estou?- ouviu-se uma voz masculina. Pedro assustou-se. Por que razão estaria ele a ligar para um homem?
- Estou? Está aí alguém?
- Boa tarde. Podia falar com a Inês?
- Deve ser engano. Eu não conheço nenhuma Inês. Quem é que fala?

Pedro desligou se seguida o telefone, nem sequer se dignando a responder à pergunta do seu interlocutor. Por sorte, o seu telemóvel não tinha o número identificado.
Ele começou a sentir-se atrapalhado. Por que motivo não tinha ele conseguido falar com ela? Todas as hipóteses em que ele tinha pensado voltaram à sua cabeça. Com maior calma, marcou novamente o número que Inês lhe tinha dado.

- Estou? - respondeu uma voz que era claramente a de um anjo. Era ela. Devia ter marcado o número errado há bocado. O que ele iria dizer?
- Estou? Inês?
- Sim. é ela própria. Mas quem é que fala?
- O homem dos teus sonhos... - ouviu-se um riso no outro lado da linha.
- Olá, Pedro. Estava a pensar porque tinhas demorado tanto tempo a ligar. Pensei que estivesses mais interessado em mim. Depois de tudo o que me disseste...
- Tu deste-me a volta à cabeça. Estive o dia todo a pensar se te devia ou não ligar...
- E o que é que decidiste?

Pedro sorriu. Gostava de uma mulher com um bom sentido de humor.

- Decidi que já não queria ver-te novamente. Mas por uma questão de consciência, pensei que irias ficar a noite toda acordada à espera do meu telefonema,preocupada com o que poderia ter acontecido comigo...
- E decidiste-me ligar. Que atencioso...
- Na verdade, queria saber se ainda estavas interessada em jantar comigo.
- Depende. Onde é que me pensas levar?
- Ao McDonald's. Soube que agora servem umas saladas óptimas.
- Como é que adivinhaste que eu estava em dieta? Também tu achas que estou a ficar gorda...- gracejou Inês.
- Sim realmente, eu próprio disse-me a mim próprio. é melhor convidá-la hoje, porque daqui a uma semana ela já parece um hipopótamo...
- Que gentil. É a primeira vez que me chamam de hipopótamo. Tu realmente sabes o que as mulheres gostam de ouvir.
- Pois sei. Já sou um homem muito experiente. Ao contrário de ti, que és uma rapariga ingénua e que é facilmente enganada por pessoas com intenções menos respeitaveis.
- Já paraste de gozar comigo?
- Eu não estou a gozar. Aliás, eu estou falar muito a sério- disse Pedro, não conseguindo evitar uma riso.
- Pois, pois. A seguir vais dizer que és o homem da minha vida.
- Como é que adivinhaste. Nós fomos feitos um para o outro. Só preciso de uma hipótese para te mostrar isso. Vamos a um restaurante pequeno que eu conheço ao pé de Alcantara. É sossegado e muito calmo. De certeza que vais gostar.
- Espero bem que sim...

publicado por Matt Xell às 18:50
link do post | comentar | favorito
5 comentários:
De Pedro Miguel a 14 de Maio de 2009 às 21:08
ahah história linda linda linda
melhor post


De Flyer a 29 de Abril de 2009 às 20:09
Achas ? Sozinha naum consigo, naum tneho ninguém. Apesar de saber que sozinha fiz muita coisa. Agora...


De Matt Xell a 1 de Maio de 2009 às 10:17
Tens de ter mais confiança em ti... às vezes, há certos momentos em que não temos grande esperança no futuro... e é aí que temos de fazer um esforço para seguir em frente e confiar na força interior que descobrimos que temos nesses momentos...


De SweetDreamer a 23 de Abril de 2009 às 21:43
Olá!
Mais uma vez obrigado pelo comentário...muito realista e que me deu tanta força nesta fase menos boa...
Sim,sei que esquêce-lo depende muito de mim...
Agora,quero deixar passar o tempo e ver o que a vida me reserva.
Beijinhos


De Flyer a 23 de Abril de 2009 às 18:19
Pois, mas eu naum quero substituições tão depressa.

Obrigada pelo comentário :P


Comentar post

.sinopse

Uma história sobre um rapaz (Pedro) e uma rapariga (Inês) que o destino acaba por juntar e que origina uma relação com altos e baixos...

Pedro é um rapaz que nunca foi capaz de se comprometer e que encontra em Inês a primeira rapariga por quem verdadeiramente sente algo... Mas ele desconhece por completo o passado de Inês e que irá trazer grandes repercurssões na sua relação.

Nem tudo corre como eles gostariam nesta história de amor, e por maior que seja o amor que os une, o destino parece querer que a sua história não tenha um final feliz...

.mais sobre mim

.contacta-me:

Página Facebook

.links

.posts recentes

. Capítulo 30 - A pressa é ...

. Capítulo 29 - As coisas m...

. Introdução

. Capítulo 28 - Palavras Es...

. Capítulo 27 - Dar tempo a...

. Capítulo 26 - Bons Amigos

. Capítulo 25 - O início da...

. Capítulo 24 - O reencontr...

. Capitulo 23 - Vida nova

. Capítulo 22 - Seguir em f...

. Capítulo 21 - Um novo com...

. Capítulo 20 - Amigos?

. Capítulo 19 - O fim

. Capítulo 18 - O dia segui...

. Capítulo 17 - O dia segui...

. Capítulo 16 - A primeira ...

. Capítulo 15 - O passado e...

. Capitulo 14 - As palavras...

. Capítulo 13 - A Amiga...

. Capítulo 12 - Uma noite i...

. Capítulo 11 - O segundo e...

. Capítulo 10 - O amor impo...

. Capítulo 9 - O dia seguin...

. Capítulo 8 - Mais vale ta...

. Capítulo 7 - O Jantar

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Agosto 2011

. Abril 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

blogs SAPO

.subscrever feeds