Sábado, 11 de Abril de 2009

Cápítulo 3 - O sonho

Quando Pedro acordou, tentou recordar-se de todos os pormenores do sonho que tinha tido.
Ele só pensava que nunca tinha tido um sonho como aquele.
Só se lembrava de alguns pormenores. Mas que pormenores...

Era uma manhã linda de Primavera. Ele estava dentro de uma igreja para assistir a um casamento. Estava sentado junto de uma mulher muito atraente que nunca tinha visto e a combinar um encontro para depois do copo de água, quanto ouve a marcha nupcial a anunciar a entrada da noiva.

Era a mulher que tinha encontrado no dia anterior. Nunca tinha visto um anjo tão bonito na terra. Vestia um lindo vestido branco, muito trabalhado que mostravam um decote pouco profundo, mas que ainda assim faziam suspirar qualquer homem na sala.

Quando a noiva chegou ao altar, o padre perguntou onde estava o noivo. Todos os olhos se viraram para Pedro e para a sua acompanhante com um ar reprovador.

- O que estás a a fazer aí? Não devias estar junto da Susana? – gritou Pedro, que era o seu padrinho.

Ele correu então o mais depressa possível em direcção à porta da igreja, e quando estava prestes a sair, ouviu uma voz doce que mais parecia de um anjo:

- Eu amo-te. – disse Susana, com lágrimas nos olhos.

Foi o suficiente para Pedro deixar de correr. Ele inspirou fundo e deslocou-se lentamente para junto da sua noiva. Quando se encontrou junto dela, pediu-lhe desculpas e beijou-a na boca...

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Foi esse beijo que o fez acordar do sonho. Mais propriamente, dum pesadelo. Sim, porque para ele, o casamento era o maior tormento que poderia acontecer a um homem. O homem não é um ser monogâmico por natureza. Tem a necessidade de ter várias parceiras. Por isso, o casamento era algo contra a natureza do homem. Para além, disso, era também como ser condenado a prisão perpétua, pois ficaria privado para sempre da sua liberdade.

Foi isso que o assustou. Nunca tinha pensado em casar, ainda para mais numa altura em que estava no pleno da sua vida.

Mas aquela mulher tinha-o perturbado. E ele nunca mais a iria ver na vida....

Susana? Seria esse o seu nome? Ou seria Maria? Ana? Marta?

Não, Susana parecia bem. Seria a sua Suzie.

Pedro sentiu que tinha de sair daquele estado de quase catatonia. Tinha de encarar a realidade. Tinha tido um bilhete de lotaria premiado nas mãos, mas tinha-o perdido antes de o pode reclamar.
Mais valia pensar em outras mulheres que também nunca iria ter: a Giselle Bunchen, a Laetitia Casta ou a Marisa Cruz.

publicado por Matt Xell às 17:34
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Flyer a 13 de Abril de 2009 às 12:07
Música da Kelly, eu por acaso tinha reparado que essa musica retratava bem o meu sentiomento.

Obrigada


De Em Fá Sustenido a 11 de Abril de 2009 às 23:48
Temos que ter desejos que se possam realmente realizar. Andam por aí tantas Laetitia Casta ou Marisa Cruz, simplesmente passam despercebidas porque os homens andam simplesmente de cabeça no ar.
Ainda bem que ele escolheu a Suzie :)
Beijinho*


Comentar post

.sinopse

Uma história sobre um rapaz (Pedro) e uma rapariga (Inês) que o destino acaba por juntar e que origina uma relação com altos e baixos...

Pedro é um rapaz que nunca foi capaz de se comprometer e que encontra em Inês a primeira rapariga por quem verdadeiramente sente algo... Mas ele desconhece por completo o passado de Inês e que irá trazer grandes repercurssões na sua relação.

Nem tudo corre como eles gostariam nesta história de amor, e por maior que seja o amor que os une, o destino parece querer que a sua história não tenha um final feliz...

.mais sobre mim

.contacta-me:

Página Facebook

.links

.posts recentes

. Capítulo 30 - A pressa é ...

. Capítulo 29 - As coisas m...

. Introdução

. Capítulo 28 - Palavras Es...

. Capítulo 27 - Dar tempo a...

. Capítulo 26 - Bons Amigos

. Capítulo 25 - O início da...

. Capítulo 24 - O reencontr...

. Capitulo 23 - Vida nova

. Capítulo 22 - Seguir em f...

. Capítulo 21 - Um novo com...

. Capítulo 20 - Amigos?

. Capítulo 19 - O fim

. Capítulo 18 - O dia segui...

. Capítulo 17 - O dia segui...

. Capítulo 16 - A primeira ...

. Capítulo 15 - O passado e...

. Capitulo 14 - As palavras...

. Capítulo 13 - A Amiga...

. Capítulo 12 - Uma noite i...

. Capítulo 11 - O segundo e...

. Capítulo 10 - O amor impo...

. Capítulo 9 - O dia seguin...

. Capítulo 8 - Mais vale ta...

. Capítulo 7 - O Jantar

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Agosto 2011

. Abril 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

blogs SAPO

.subscrever feeds